Saiba como validar sua ideia de empreendedorismo

02/12/2016

Saiba as melhores formas de validar a ideia da sua startup e progredir com seu negócio. Entenda a importância de um canvas, landing pages e da sua comunicação.

valide sua ideia de empreendedorismo

Existem basicamente duas maneiras de transformar sua ideia de empreendedorismo em um negócio.

Uma é a possibilidade de montar um planejamento, estudar o mercado e buscar investidores que a tornem viável, gastando tempo e dinheiro em um modelo que tem grandes chances de não funcionar. Afinal, de acordo com o site StartupBase, apenas uma, a cada mil startups brasileiras, sobrevive por mais de três anos.

Ou, você pode escolher o segundo (e mais inteligente) caminho. Você pode começar validando sua ideia!


Quando resolvem investir em uma startup, a grande maioria das pessoas acredita cegamente na sua ideia, a ponto de não enxergarem falhas e fatores a serem mudados nela. E, por conta disso, só conseguem perceber que seu negócio é inviável depois de muitos investimentos.

Um exemplo disso foi o caso do engenheiro brasileiro Murilo Alberrone, que, em meados de 2007, teve a ideia de criar a "Peta 5", uma empresa que seria responsável por fazer a segmentação dos anúncios na internet. Na época, Murilo, que resolveu seguir o primeiro modelo apresentado, foi atrás de investidores e conseguiu arrecadar cerca de 400 mil reais. Depois de algum tempo em funcionamento, percebeu que o seu negócio não criava interesse nas pessoas e, por conta disso, não gerava retorno.

Por isso, como disse o empreendedor social Brenton Gieser, cofundador da BeSocial Change e da Joynln, é preciso passar por um processo de ‘validação da visão’ antes de começar uma startup. Mas como fazer isso? Continue lendo este post que nele explicaremos:

  • O que é validar uma ideia de negócio;
  • Por que validar sua ideia de negócio;
  • Como validar sua ideia de negócio.

O que é e por que validar uma ideia de negócio?

A validação é um momento fundamental para qualquer empreendedor. Ao longo de nossas vidas, escutamos por diversas vezes que não devemos “julgar um livro pela capa”, que devemos ler o seu conteúdo antes de decidirmos se ele é bom ou não. Podemos dizer que a validação é um momento que o empreendedor tem para “ler o conteúdo do seu negócio”. É o momento para ele de fato conhecer o que está propondo e, assim, poder tirar conclusões mais precisas a respeito da sua ideia. É como fazer um “test-drive”, antes de “entrar de cabeça” no seu novo e desconhecido empreendimento.

Quando você estiver validando seu negócio, três fatores, em especial, merecem sua atenção:

Problema a ser resolvido:

É preciso que você entenda se o problema que está tentando resolver é realmente um problema, mas, principalmente, se as pessoas estão realmente dispostas a investir dinheiro na sua resolução.


Seus futuros clientes:

Esse é o momento em que você entrará em contato com seus possíveis futuros clientes, logo, é essencial seu profundo entendimento! É também o melhor instante para criar conexões que possam ser usadas no futuro.


A solução que você propõe:

É essencial que você entenda se de fato sua solução resolve o problema ao qual ela se propõe. Além disso, é o melhor momento para se descobrir se ela é realmente inovadora e se não existe nada no mercado que já faça a mesma coisa.

Além disso, outros dois pontos de extrema importância são abordados pela validação:


Oportunidade de adaptar ou modificar sua ideia:

Segundo a revista Exame, em um artigo publicado no seu site, um dos cinco maiores motivos de fracassos em startups é a falta de experiência das pessoas. Por isso, quanto mais rápido você errar, melhor. Afinal, os erros são uma excelente fonte de aprendizado.


Diminuição dos riscos:

Ao começarmos um negócio, nos sujeitamos a uma infinidade de riscos em diferentes âmbitos:

riscos ao iniciar seu negocio

Financeiros

Para iniciar uma empresa “de verdade” é preciso manter uma estrutura (pagar impostos e funcionários - ainda que seja uma pequena empresa) e uma série de outros gastos inescapáveis. Assim, é preciso buscar investidores (ou mesmo investir do próprio dinheiro).

Mas e se sua ideia não funcionar?

Bom, esse é o maior perigo. Se sua ideia não vingar, recursos financeiros terão sido desperdiçados e sua saúde financeira arruinada. Então, é essencial avaliar muito bem os seus possíveis gastos para que mantenha a sua saúde financeira e a de seu negócio.

Tempo

Arrumar investidores, montar uma estrutura para o seu negócio, estudar o mercado no qual você está adentrando são fatos que demandam um alto grau de esforço e, por conseguinte, tomam bastante tempo (que, por sua vez, pode ser escasso no futuro). Afinal, “tempo é dinheiro” certo?

Psicológico

Iniciar um novo negócio é algo extremamente estressante e, que dependendo da maturidade psicológica do empreendedor, pode trazer consequências trágicas. O excelente artigo “When Death Feels Good" conta com mais detalhes momentos tensos da vida do empreendedor Ben Huh (Fundador, e CEO da Cheezburger Network).


Como validar sua ideia de negócio?

Até agora falamos muito sobre a importância de se validar sua ideia de empreendedorismo, mas você deve estar se perguntando, “afinal, como valido minha ideia?!”. Bom, agora vamos mostrar algumas das técnicas de validação que podem ser usadas.

como validar sua ideia de negocio

Criar uma Landing Page:

As landing pages (páginas de aterrisagem) são páginas de destino, páginas em que o usuário entrará no seu site, assim sendo uma excelente maneira de validar seu negócio pela análise de interação do usuário com o conteúdo e devido à facilidade e baixo custo da sua criação.

Uma landing page deve conter apenas informações principais que devem ser passadas ao cliente, como o nome do seu produto, algumas descrições sobre ele e algo que o faça interagir com ele, como um formulário de cadastro, uma lista de emails ou até mesmo algum meio no qual ele possa adquiri-lo.

Agora você deve estar se perguntando, “Mas landing pages realmente funcionam?” Bom, nada melhor do que mostrar um exemplo real da sua utilidade.

A declaração que segue foi dada por Daniel Koleski , fundador do Snapay, para uma matéria no site “ideianoar”:

“Quando procurei o “Ideia no Ar” estava indo com uma mentalidade bem diferente da que tenho hoje, pensava em desenvolver um protótipo da minha ideia, mas a decisão em utilizar a landing page para validação tive um aprendizado muito maior e com um custo bem menor. Com as primeiras validações pude identificar barreiras e ajustar o meu negócio mais rapidamente, sem ter jogado esforço fora desenvolvendo várias linhas de código ou recursos financeiros.”


Conversar com outras pessoas:

Quando temos uma ideia fantástica que acreditamos que irá revolucionar o mundo no qual vivemos, agimos, quase que por instinto, de modo a escondê-la de todas as pessoas que estão ao nosso redor. Temos medo de sermos “roubados".

Esse, contudo, é um grande erro que um jovem empreendedor pode cometer. Conversar com outras pessoas é uma das excelentes ferramentas para se validar uma ideia de empreendedorismo, visto que, assim é possível identificar se o problema o qual se pretende resolver é realmente um problema, e até mesmo se a sua solução já não existe.

E, como reiterado por Steve Wozniak em palestra na “HSM Expo”: "Então, não se feche com suas ideias em um dormitório da faculdade. Converse, faça contatos, troque soluções. Abra espaço para que outros possam participar. É nessa brecha que surge a inovação.

Assim, temos que a melhor forma de validar suas ideias tangencia a seguinte estrutura de conversa:

Divida sua entrevista em três etapas:

  1. Conheça o entrevistado;
  2. Entenda os problemas do seu público;
  3. Apresente sua solução e colha feedbacks.

Tome os seguintes cuidados ao fazer uma entrevista:

  1. Entreviste uma pessoa de cada vez;
  2. Tenha um roteiro;
  3. Explore pontos que te chamarem atenção;
  4. Faça perguntas que exijam respostas abertas;
  5. Foque em comportamentos atuais e já existentes;
  6. Separe validações de problema e validações de solução.

Para mais informações sobre como fazer uma boa entrevista de validação veja 8 dicas de como validar a sua ideia


Vender o que você (ainda) não tem:

Outra estratégia de validação de produto (um pouco mais ousada) consiste em vender algo que você (ainda) não possui. Basicamente, fazer o oposto de um “ciclo normal” de venda.

Ao invés de estruturar o que você vai vender primeiro e depois divulgar e comercializar, inicie pela segunda parte: crie anúncios para divulgar sua ideia e tente comercializá-la. Se alguém comprá-la, aí comece a se preocupar com a produção dela.


Canvas:

Uma última estratégia de validação é o Business Model Canvas, que serve como uma etapa inicial para que o empreendedor entenda o produto/serviço o qual ele pretende comercializar.

O Canvas lhe permitirá criar um modelo de negócio, o que lhe fornecerá maior pensamento visual e visão sistêmica a respeito do seu empreendimento.


“Mas como fazer um Business Model Canvas?” Basta seguir os passos seguintes:

  1. Imprima o Modelo Canvas;
  2. Compre post-it (o modelo tem que ser flexível, prático e visual);
  3. Busque responder as seguintes perguntas para cada segmento:
    1. Segmento de Clientes:
      Para quem criamos valor?
      Quais são nossos clientes mais importantes?
    2. Proposta de Valor:
      Que valor proporcionou a nossos clientes?
      Que problemas de nossos clientes estão solucionados?
    3. Canais (Distribuição e Comunicação):
      Que meios prefere utilizar nosso segmento de mercado? (Ex.: loja física, virtual)
      Como estabelecer contato com os clientes?
    4. Relacionamento com Clientes:
      Que tipo de relacionamento cada segmento de cliente espera ter para estabelecer e manter sua preferência?
    5. Receitas:
      Que valor os nossos clientes realmente estão dispostos a pagar?
      Como gostariam de pagar?
    6. Recursos-Chave:
      Que recursos físicos, humanos, intelectuais ou econômicos são essenciais?
      Coisas imprescindíveis?
    7. Atividades-Chave:
      O que devemos saber e fazer?
    8. Parcerias-Chave:
      Quem são nossos parceiros e provedores fundamentais?
    9. Custos:
      Quais são os custos mais importantes do modelo de negócio (Recursos e Atividades Chaves).

Fonte: http://canvabrasil.blogspot.com.br/p/meu-primeiro-modelo-de-negocios-canvas.html


Bom, agora que você já sabe da importância de validar sua ideia de empreendedorismo e, principalmente, já tem uma noção de como fazer isso. Que tal “botar a mão na massa?”

Se tiverem qualquer dúvida, deixe seu comentário aí abaixo que nós, da Conpec, responderemos o quanto antes :)

Foto de Luiz Eduardo Cartolano
Luiz Eduardo Cartolano
Estudante de Engenharia de Computação na Unicamp e Assessor Sênior de Qualidade
Artigos relacionados
Minha empresa precisa de controle de processos?
Leia mais..
Scrum: Uma das principais metodologias de gestão de projetos!
Leia mais..
A importância de desenvolver um aplicativo para o meu negócio.
Leia mais..
Automatização de processos: entenda como otimizar resultados do seu negócio
Leia mais..